Dieta do Impostão

O presidente do Sistema FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, afirmou ontem, no lançamento da campanha “Dieta do Impostão”, que a população precisa se conscientizar sobre a alta carga de impostos que paga. Diante de mais de 300 empresários, na sede da entidade, ele disse que “se não encararmos a necessidade de uma reforma tributária para reduzir os custos correntes do Brasil, não há a menor hipótese de a economia brasileira manter a competitividade diante da concorrência global”.

Ele considera que o “novo Congresso Nacional eleito deve encarar a agenda da reforma tributária por ser vital ao Brasil, pelo seu impacto nas pessoas, na geração de renda e na criação de empregos”. Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira lamentou não ter visto até agora na campanha eleitoral “ninguém se comprometendo a tornar os impostos mais transparentes”.

Através da pesquisa “Impactos dos Tributos sobre a População”, foi detectado que o sentimento geral de que a carga tributária é alta e o dinheiro mal aplicado. Foram realizadas entrevistas de 2.482 pessoas em seis capitais do país: Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife. Ele ainda acrescentou: “como não temos no Brasil os impostos explicitados nos produtos, as pessoas não percebem que pagam mais de 30% de impostos nos sapatos”.

Diante da disposição da sociedade de direcionar a maior parte de uma eventual redução de 5% a 10% na carga de impostos para aumentar a poupança e o consumo, além de expressiva fatia para quitar dívidas, o presidente do Sistema Firjan não tem dúvidas de que a realização de uma reforma tributária traria folga de recurso à sociedade. Isso propiciaria “mais consumo e renda, permitindo à economia brasileira crescer acima de 7% ao ano de forma segura”. (fonte: FIRJAN)

0 Comentários

deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*